IF Sertão-PE firma convênio com Associação Petrolinense de Atletismo

 

Na manhã desta quarta-feira (02), a reitora do IF Sertão-PE, Leopoldina Veras, e o pró-reitor de Extensão e Cultura, Ricardo Bitencourt, receberam no gabinete da reitoria representantes da Associação Petrolinense de Atletismo (Apa) para a assinatura de um termo de compromisso de cooperação técnico-científica, pedagógica, cultural e esportiva entre as duas instituições. Na ocasião, estiveram presentes o presidente da Apa, Natanael Pereira, a advogada da Associação, Ana Augusta Soares, os paratletas Nanilza Silva, Francisco Daniel Silva, Josualdo Coelho e o guia Laércio Lima. 
A finalidade do convênio é desenvolver o atletismo e o paratletismo na região do Sertão Pernambucano. A Associação Petrolinense de Atletismo foi criada em 2006 e atende atualmente a cerca de 200 atletas com e sem deficiência, promovendo a participação dos esportistas em eventos e competições nacionais e internacionais, e já contava com o apoio do IF Sertão-PE, agora oficializado. Alguns outros objetivos da parceria são contribuir para que alunos do Instituto e comunidade em geral tenham acesso aos esportes, desenvolver cursos de aperfeiçoamento e qualificação, auxílio técnico e pedagógico dos professores do IF Sertão-PE e apoio em viagens para competições.
Para Natanael Pereira, presidente da Apa, a assinatura do termo de compromisso é uma alegria. “Já contávamos com a parceria doIF Sertão-PE. Do que precisamos, como transporte para nossos atletas, por exemplo, sempre fomos atendidos. Para nós é uma conquista muito grande esse apoio, que agora é oficial”, destacou. A reitora Leopoldina Veras mostrou-se muito satisfeita com o convênio. “É uma verdadeira conquista para nós podermos contribuir com o progresso do esporte aqui na região. No que for possível, estaremos sempre à disposição da Associação, unidos na luta por mais oportunidades para estes atletas e pela quebra de preconceitos. Os paratletas que aqui se encontram são uma inspiração para que todos possam, apesar das limitações, conquistar seu espaço na sociedade”, avaliou. 

Por Larissa Lins / ASCOM

0 comentários :

Postar um comentário